Sobre mim




     Olá! Meu nome é Dayanne Torquato Lourenço, sou especialista em Saúde Mental pelo Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da USP, possuo formação em Acompanhamento Terapêutico em Saúde Mental pela mesma instituição e formação em Psicologia pela Universidade Anhembi Morumbi Laureate International Universitie;

     Tenho Formação em Terapeutas Comportamentais em Terapia por Contingências de Reforçamento pelo Instituto TCR Campinas e curso Aprimoramento em Terapia Infantil pela mesma instituição;

     Durante dois anos, na Faculdade de Medicina da USP, participei de uma pesquisa referente ao uso de maconha durante a gestação, e as consequências dessa exposição sobre a prole mais tarde, na vida adulta. Publicação: Impacts of recreational use of Cannabis sativa on gestational and developmental outcomes in mice: Preliminary results. Placenta (Eastbourne), 2015; 

     Paralelo a essa pesquisa atuei por dois anos e meio com psicoterapia breve de pacientes com enxaqueca e cefaleia crônica no ambulatório de neurologia do Hospital das Clínicas da USP, atividade retomada em 2017; 

    Fui professora tutora dos alunos da 7ª ed. do curso SUPERA (Sistema Para Detecção do Uso Abusivo e Dependência de Substâncias Psicoativas: Encaminhamento, Intervenção Breve, Reinserção Social e Acompanhamento) da Unidade de Dependência de Drogas da Universidade Federal de São Paulo – UDED / UNIFESP; 
  
     Atuo como psicóloga clínica e Acompanhante Terapêutica, com êntase em casos de Transtornos de Ansiedade (especialmente pânico, fobia social e fobia específica), Transtorno Obsessivo-Compulsivo e Esquizofrenia; Como psicóloga clínica atendo adultos e crianças; Realizo Orientação Profissional e Grupo de Estudo para alunos de Psicologia e recém-formados; Faço parte da equipe de colaboradores do Instituto de Psiquiatria da USP, desenvolvendo atividades científicas, atendimento e discussão de casos clínicos. 

     Como voluntária sou psicóloga facilitadora no Grupo de Apoio da Astoc ST (Associação Solidária do TOC e Síndrome de Tourettes), fui também psicóloga facilitadora no Grupo de Apoio da APORTA (Associação dos Portadores de Transtornos de Ansiedade);

     Acredito que para oferecer um trabalho eficaz para a comunidade é preciso estar em constante formação, e que à atuação clínica deve ser pautada pela ética e orientada por evidências científicas.

Dayanne Torquato Lourenço, terapeuta e acompanhante terapêutica na abordagem analítico-comportamental – CRP 06/ 129361

Nenhum comentário:

Postar um comentário