Atendimento Psicológico

     Trata-se de uma atividade profissional cuja finalidade é dar assistência ao indivíduo para que ele consiga encontrar alternativas para suas dificuldades. 
     Os motivos que levam as pessoas a buscar esse tipo de tratamento são inúmeros, os mais comuns são: depressão, ansiedade e dificuldades de relacionamento. Mas há outros motivos que levam as pessoas a buscarem por terapia, por exemplo: crise no relacionamento, traumas emocionais, perda ou morte de uma pessoa querida, fobias, medo, explosão de raiva, timidez, compulsões, uso e abuso de álcool ou outras drogas, dificuldades de adaptação à determinada fase da vida, pensamentos negativos ou a sensação de estar sendo perseguido, etc. 
     O papel do terapeuta é construir, de forma conjunta, conhecimentos sobre o sujeito; conjunta porque o paciente tem papel ativo nesse processo. O terapeuta, por sua vez, fará uso de seu conhecimento teórico para formular intervenções que levem o indivíduo a tomar consciência das condições que mantêm suas dificuldades e como ele pode enfrentá-las de forma eficaz. 
     Em determinados casos, a terapia também tem o papel de educar, possibilitando a aquisição de conhecimentos que norteia a condução de práticas para uma vida saudável. 

Psicólogo ou Psiquiatra? 


     Para atuar como psicólogo clínico, é necessário cursar cinco anos de graduação em Psicologia e, posteriormente, é fundamental fazer uma especialização na abordagem teórica que o profissional escolheu para respaldar sua prática clínica  (para saber mais leia Terapia Comportamental). 
     Para atuar como psiquiatra, deve-se cursar seis anos de Medicina e mais dois ou três anos de residência em Psiquiatria. 
     Em sua atuação profissional, o psicólogo foca nas causas subjacentes que mantem o adoecimento do indivíduo. Em determinados casos, para a eficácia do tratamento, se faz necessário que o paciente seja acompanhando pelos dois profissionais, ou seja, a terapia com o psicólogo e o tratamento medicamentoso com o psiquiatra. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário