Acompanhamento Terapêutico (AT)


    O Acompanhamento Terapêutico (AT) é uma forma de intervenção clínica que pode ocorrer mediante a terapia ou de forma independente. Essa modalidade de tratamento vai ao encontro das diretrizes que norteiam a Reforma Psiquiátrica, pois visa à reintegração social das pessoas que sofrem psiquicamente.
     O trabalho tem por objetivo promover a autonomia do paciente, melhorando sua qualidade de vida em diferentes âmbitos (familiar social e profissional). Para cumprir seu objetivo, o profissional que atua como acompanhante terapêutico participa ativamente de várias situações de vida do cotidiano dos pacientes.
     Dessa forma, o trabalho do AT é realizado fora do consultório, em diferentes ambientes, conforme as necessidades de cada indivíduo. Porém, é importante ressaltar que não se trata de psicoterapia domiciliar ou serviço de cuidador.
     O AT é indicado para adultos, adolescentes ou crianças que precisam desenvolver algum comportamento específico, por exemplo, habilidades sociais, hábitos de estudo, em casos de ansiedade, fobias, compulsões, dependência química, é indicado, também, para crianças com dificuldades no processo de escolarização e para idosos no enfrentamento de questões decorrentes do envelhecimento, entre outros.
     Essa modalidade de atendimento extra-consultório pode ser realizada a partir da solicitação do próprio paciente ou através de um profissional e/ou equipe.